No mundo dos negócios modernos, a contabilidade desempenha um papel fundamental na gestão financeira e no sucesso de empresas de todos os tamanhos. No entanto, a complexidade das operações financeiras e fiscais exige parcerias estratégicas que proporcionem suporte e expertise adicionais. Neste artigo, exploraremos um passo a passo para ajudar sua contabilidade a estabelecer parcerias estratégicas que impulsionem o sucesso dos seus clientes.

1. Identifique as necessidades dos seus clientes:

O primeiro passo para estabelecer parcerias estratégicas é entender as necessidades dos seus clientes. Realize uma análise detalhada das demandas financeiras e fiscais que eles enfrentam. Isso permitirá que você selecione parceiros que ofereçam soluções compatíveis com essas necessidades.

2. Pesquise potenciais parceiros:

Pesquisar possíveis parceiros é fundamental. Procure empresas de certificação digital que tenham experiência em atender as necessidades da área contábil. Avalie sua reputação, histórico de sucesso e a qualidade de seus serviços. Certifique-se de que seus valores e compromissos estejam alinhados com os de sua empresa de contabilidade.

3. Estabeleça critérios de seleção:

Defina critérios específicos para selecionar seus parceiros. Considere fatores como conformidade legal, segurança de dados, facilidade de integração, qualidade do suporte técnico e custo-benefício. Isso ajudará a priorizar e avaliar os potenciais parceiros de forma eficaz.

4. Inicie a conversa:

Entre em contato com os parceiros potenciais e inicie uma conversa. Explique sua visão de parceria e como ela pode beneficiar ambos os lados. Este é o momento de trocar informações e discutir como a colaboração pode ser benéfica para ambas as partes.

5. Negocie os termos da parceria:

Negocie os termos da parceria de forma transparente. Defina acordos contratuais que detalhem os compromissos de ambas as partes, a divisão de responsabilidades e os prazos. Certifique-se de que os custos estejam alinhados.

6. Implemente e avalie a parceria:

Após a seleção do parceiro, implemente a parceria e avalie regularmente seus resultados. Esteja aberto a ajustes e melhorias, garantindo que a colaboração continue a atender às expectativas e necessidades de seus clientes.

Em conclusão, estabelecer parcerias estratégicas é uma maneira poderosa de fortalecer a oferta de serviços de sua contabilidade. Ao seguir este passo a passo, você pode escolher parceiros de forma eficaz e promover o sucesso de seus clientes. Com as parcerias certas, sua contabilidade estará bem equipada para enfrentar os desafios financeiros e fiscais com confiança e excelência.

Na dinâmica e competitiva arena dos negócios, a lucratividade é o coração de qualquer empresa. A contabilidade, como guardiã das finanças de uma organização, desempenha um papel fundamental na busca pela maximização dos lucros. Mas como você, contador ou empresário, pode garantir que a sua contabilidade seja realmente lucrativa? A resposta está nos indicadores-chave. Hoje, exploraremos quais indicadores podem fazer a diferença na lucratividade da sua contabilidade.

Margem de Lucro Bruto

A margem de lucro bruto é um dos indicadores mais críticos para avaliar a saúde financeira de uma empresa. Ela representa a diferença entre as receitas totais e os custos diretos de produção. Monitorar essa métrica ajuda a identificar eficiências na cadeia de suprimentos e a tomar medidas para otimizar os custos de produção, o que, por sua vez, aumenta a lucratividade.

Taxa de Retenção de Clientes

Manter os clientes existentes é muito mais econômico do que adquirir novos. A taxa de retenção de clientes é um indicador valioso para as empresas de contabilidade, uma vez que clientes satisfeitos são mais propensos a continuar a fazer negócios com você. Fornecer um serviço excepcional e construir relacionamentos fortes pode ter um impacto direto na lucratividade a longo prazo.

Taxa de Cobrança

A eficiência na cobrança de contas a receber é um fator-chave na lucratividade. Monitorar a taxa de cobrança ajuda a evitar a inadimplência e a garantir que os pagamentos sejam recebidos em tempo hábil. Isso não apenas mantém o fluxo de caixa saudável, mas também economiza tempo e recursos em ações de recuperação de dívidas.

Índice de Eficiência Operacional

Este índice mede a eficiência das operações da empresa. Quanto menos recursos você gastar para gerar receita, mais lucrativa será sua contabilidade. Fatores como automação, treinamento de equipe e otimização de processos desempenham um papel crucial na melhoria do índice de eficiência operacional.

Margem de Lucro Líquido

A margem de lucro líquido é a medida final da lucratividade. Ela leva em consideração todos os custos, incluindo despesas operacionais, juros e impostos. Maximizar essa margem é o objetivo final de qualquer empresa, e é alcançada através de um equilíbrio entre o aumento de receitas e a redução de custos.

Investimento em Tecnologia

No mundo atual, a tecnologia desempenha um papel vital na contabilidade. Investir em software avançado de contabilidade e ferramentas de automação pode aumentar a eficiência e a precisão dos serviços prestados, ao mesmo tempo que economiza tempo e recursos.

Em resumo, os indicadores-chave mencionados acima podem fazer uma diferença substancial na lucratividade da sua contabilidade. Ao monitorar e otimizar essas métricas, você estará bem encaminhado para garantir que a sua empresa de contabilidade prospere e continue a fornecer serviços de alta qualidade. Lembre-se de que a contabilidade é uma parceria, e a satisfação do cliente é a chave para o sucesso a longo prazo.

Aqui na Cards Inova, estamos comprometidos em ajudar os contadores e empresários a maximizar sua lucratividade por meio de soluções de certificação digital eficazes. Entre em contato conosco para descobrir como podemos ajudar a impulsionar sua contabilidade e alcançar resultados financeiros excepcionais.

Com esses indicadores-chave em mente, sua contabilidade está pronta para atingir níveis de lucratividade que você nunca imaginou. Coloque-os em prática e prepare-se para colher os frutos de uma contabilidade de alto desempenho.

Fique atento ao nosso blog para mais dicas sobre como aprimorar sua contabilidade e alavancar sua lucratividade. Estamos aqui para apoiar o seu sucesso!

Nos dias atuais, a tecnologia é uma presença constante em praticamente todos os setores da economia, e a contabilidade não é exceção. 

Muitas empresas estão adotando soluções tecnológicas para otimizar seus processos contábeis, tornando-os mais eficientes e precisos. No entanto, é importante destacar que nem todas as contabilidades que utilizam tecnologia são consideradas digitais.

Neste artigo, vamos explorar essa questão e mostrar como a contabilidade pode aproveitar a tecnologia sem se tornar totalmente digital.

A tecnologia como aliada da contabilidade

A contabilidade é uma área que lida com grande quantidade de informações, cálculos e registros. Antigamente, essas tarefas eram realizadas manualmente, o que demandava tempo e propiciava a ocorrência de erros. 

Com o avanço da tecnologia, surgiram softwares contábeis que automatizam diversas atividades, como lançamento de notas fiscais, conciliação bancária e elaboração de relatórios. Essas ferramentas facilitam o trabalho dos contadores, permitindo que se concentrem em atividades mais estratégicas e analíticas.

Leia mais sobre tecnologia na contabilidade aqui: Certificado Digital: a união entre tecnologia e contabilidade

Contabilidade tecnológica versus contabilidade digital

Embora muitas contabilidades estejam adotando tecnologia em seus processos, nem todas são consideradas digitais. A contabilidade digital vai além do uso de softwares e abrange a digitalização de todos os documentos e processos contábeis. 

Isso significa que os documentos físicos são convertidos em arquivos eletrônicos, eliminando a necessidade de espaço físico para armazenamento e possibilitando o acesso remoto e seguro aos dados contábeis.

Vantagens da contabilidade digital

A contabilidade digital oferece uma série de benefícios para as empresas, como maior agilidade na obtenção de informações contábeis, redução de custos com impressão e armazenamento físico, além de menor chance de perda ou extravio de documentos. Além disso, a digitalização facilita a integração dos sistemas contábeis com outras áreas da empresa, possibilitando a troca de informações em tempo real e uma visão mais ampla da situação financeira da organização.

Contabilidade tecnológica: o primeiro passo

Se a sua contabilidade ainda não é digital, não se preocupe. A adoção de tecnologia já é um importante passo para otimizar os processos contábeis. Utilizar softwares contábeis, realizar a automação de tarefas repetitivas e investir em treinamento e capacitação da equipe são medidas que podem trazer grandes benefícios, mesmo sem a digitalização completa.

Conclusão

A contabilidade pode e deve aproveitar a tecnologia para se tornar mais eficiente e estratégica. Embora a contabilidade digital seja o objetivo final, a contabilidade tecnológica já representa uma evolução significativa. 

Utilizar softwares e soluções tecnológicas adequadas às necessidades da empresa é um passo importante para melhorar a gestão contábil, aumentar a produtividade e obter informações mais precisas e atualizadas. Portanto, não perca tempo e comece a explorar as possibilidades que a tecnologia oferece para a sua contabilidade.

Numa era em que os negócios evoluem em ritmo acelerado, a contabilidade não pode mais se dar ao luxo de depender de processos manuais e burocráticos. A boa notícia é que a tecnologia oferece um caminho sério e altamente lucrativo para modernizar a gestão financeira: a automatização. 

Neste artigo, vamos explorar como iniciar um processo de automatização da contabilidade, permitindo que sua empresa não apenas escape das amarras da burocracia, mas também desbloqueie um potencial significativo de rentabilidade.

Escolha o Software de Contabilidade Estratégico

 

O primeiro passo rumo à automatização da contabilidade é a seleção criteriosa de um software que servirá como a pedra fundamental da sua estratégia financeira. Em meio ao caos das operações financeiras, esse software será como uma bússola confiável que aponta o caminho certo. 

Com várias opções disponíveis, analise minuciosamente suas necessidades e selecione um software que se alinhe perfeitamente com os objetivos da sua empresa. Certifique-se de que ele esteja em total conformidade com as leis fiscais e regulamentos locais, proporcionando uma base sólida para o sucesso.

Treinamento para a equipe

 

Para iniciar uma jornada rumo à automatização, é crucial que sua equipe esteja preparada para entender os novos processos. Imagine um exército sem treinamento adequado – a derrota seria iminente. 

Invista tempo e recursos no treinamento da sua equipe para garantir que todos estejam totalmente aptos a enfrentar as complexidades da nova  automação, isso garantirá que sua jornada seja bem-sucedida e produtiva.

Automatize Processos Estratégicos

 

Identifique os processos contábeis estratégicos que podem ser automatizados para obter máxima rentabilidade. Tarefas como reconciliação bancária, emissão de notas fiscais eletrônicas e registro de despesas são candidatas ideais para a automatização. Isso não apenas economizará tempo valioso, mas também aumentará a precisão e a eficiência das operações financeiras.

Integração como Chave para o Sucesso

 

Para uma contabilidade verdadeiramente lucrativa, a integração de sistemas é a chave mestra que destranca o potencial máximo. Certifique-se de que seu software esteja completamente alinhado com outros sistemas utilizados em sua empresa, como gestão financeira e ERP (Planejamento de Recursos Empresariais). 

A integração elimina a necessidade de entrada manual de dados em múltiplas plataformas, economizando tempo e reduzindo a margem de erro.

Leia também: Certificado digital: a união entre tecnologia e contabilidade

Monitoramento e Otimização Contínuos

 

A jornada rumo à automatização da contabilidade é uma séria busca pelo sucesso financeiro. Continue monitorando o desempenho do seu sistema e busque incessantemente oportunidades de otimização. Esteja atento a atualizações de software e inovações que possam aprimorar ainda mais a eficiência e a rentabilidade das operações financeiras.

Conclusão

 

Iniciar o processo de automatização da contabilidade é um processo sério que não apenas liberta sua empresa das amarras da burocracia, mas também desbloqueia um potencial significativo de rentabilidade. 

Escolha sabiamente o software, treine sua equipe, automatize processos estratégicos, integre sistemas com eficiência, mantenha a conformidade fiscal e busque constantemente oportunidades de otimização. 

Não deixe que sua empresa seja refém de processos ultrapassados. Em vez disso, inicie uma jornada séria e lucrativa rumo à automação financeira e colha os frutos de uma gestão financeira moderna e eficiente. Seu sucesso financeiro está à vista, e a rentabilidade está ao alcance das suas mãos.

O business intelligence é uma ferramenta que foi criada para ajudar os empresários a tomar decisões informadas e estratégicas. 

Antes da existência desse conceito, muitas vezes as decisões eram tomadas de maneira aleatória ou baseadas nas emoções do empresário em relação ao mercado. Neste artigo, vamos explicar o que é o business intelligence e como ele pode ser aplicado na contabilidade para beneficiar a empresa. 

Além disso, apresentaremos os passos necessários para implementar essa metodologia em um escritório contábil. Não perca a oportunidade de aprender mais sobre esse incrível avanço!

O que é business intelligence?

Pense em tudo o que é preciso para reunir e organizar todas as informações contidas em uma grande quantidade de documentos fiscais de uma empresa. Isso seria uma tarefa muito trabalhosa e difícil de realizar.

No entanto, com o avanço da tecnologia e da informatização, essa tarefa se tornou muito mais fácil. É aí que entra o business intelligence, que é uma ferramenta que permite analisar grandes quantidades de dados de uma empresa e transformá-los em informações úteis para a tomada de decisões estratégicas.

Quando aplicado à contabilidade, o business intelligence pode ser muito útil, pois a contabilidade é uma área que gera muitos dados.

Quais são as vantagens de aplicar business intelligence na contabilidade?

Os benefícios de utilizar essa nova abordagem são incríveis. Uma cultura baseada em dados pode levar a uma transformação significativa. Acompanhe a seguir para saber mais.

Maior assertividade na tomada de decisões

O business intelligence permite uma nova abordagem para a tomada de decisões. Ao basear a cultura em dados, é possível ter uma visão clara do caminho que foi percorrido até o momento e do destino que se deseja alcançar.

Isso significa que não é mais necessário tomar decisões baseadas em emoções ou suposições. O business intelligence é implementado na organização para permitir o mapeamento do comportamento passado através de dados e definir as ações estratégicas necessárias para atingir os objetivos estabelecidos.

O gerenciamento de dados e informações se torna mais preciso e eficiente com o uso do business intelligence.

alvo

Gerenciamento preciso de indicadores de performance

O business intelligence é uma ferramenta muito útil para a gestão baseada em métricas de desempenho. Ele permite que se crie uma planilha detalhada com uma grande quantidade de dados, mostrando exatamente o que foi feito até agora e onde a empresa pode melhorar. Isso ajuda a identificar os erros e acertos da empresa.

Análise de dados voltada para a estratégia da empresa

Um escritório contábil que utiliza o business intelligence é capaz de ver oportunidades para seus clientes nos dados. Isso exige uma nova abordagem para o trabalho, em que os dados não são apenas revisados, mas também analisados em busca de informações úteis para alcançar a estratégia da empresa.

Como implementar o business intelligence no setor contábil?

Para que essa abordagem seja bem-sucedida, é importante seguir algumas recomendações. A seguir, listamos as principais.

Recorra a um sistema de gestão

Conforme a cultura de dados se desenvolveu e passou a fazer parte da tomada de decisões estratégicas das empresas, os sistemas de gerenciamento também se adaptaram. Isso significa que as ferramentas atuais são projetadas para atender à demanda de análise de dados. Por isso, é muito recomendável usar um sistema que possibilite a coleta e o armazenamento dos dados de maneira eficiente e que esteja preparado para análise posterior. Um sistema de gerenciamento focado no business intelligence pode facilitar muito o processo e torná-lo mais rápido.

Defina a estrutura de dados

Definir a estrutura dos dados significa estabelecer um processo formal e bem definido para coletar, armazenar e analisar os dados. Isso é necessário para obter as informações mais relevantes para a empresa.

Ter uma grande quantidade de dados armazenados em um computador ou na nuvem não é suficiente; é preciso estruturá-los de maneira a permitir aproveitar apenas as informações úteis para o negócio. 

Além disso, é importante gerar relatórios pontuais para extrair insights úteis dos dados coletados.

dados em nuvem

Torne o processo inclusivo

Não cometa o erro de acreditar que os dados devem ser acessíveis apenas à alta gerência da empresa. Eles devem ser compartilhados para que todos os funcionários de todos os departamentos possam contribuir com ideias para o seu próprio trabalho.

Isso significa que a cultura de tomada de decisões baseada em dados deve envolver todos os funcionários. É claro que o acesso deve ser controlado, mas é importante que todos possam contribuir da melhor forma possível, pois isso pode aumentar a produtividade e gerar ideias verdadeiramente inovadoras.

Tenha serviços especializados à disposição

Provavelmente, é impossível ter todo o conhecimento técnico necessário para implementar o business intelligence internamente. As especificidades de cada etapa de um projeto deste tipo são complexas, incluindo a implementação de um sistema de gerenciamento adequado e a criação de um armazém virtual de dados. 

Portanto, é importante contar com parceiros de negócios que tenham experiência em realizar essas tarefas.

Não perca tempo tentando desenvolver soluções para as quais você não tem expertise. Delegue as atividades secundárias e concentre seus esforços em desenvolver habilidades que serão úteis a longo prazo.

O business intelligence na contabilidade já é uma realidade — esteja certo disso. Cabe a cada escritório contábil pesar as vantagens desse novo modelo de trabalho e decidir se é melhor adotá-lo ou não. No entanto, as experiências de cases de sucesso informam-nos que ter uma cultura de tomada de decisões orientadas por dados pode ser grande aliada em um mercado que se mostra cada vez mais competitivo.

Gostou do conteúdo? Então, siga nosso perfil nas redes sociais. Estamos presentes no Facebook, no Instagram.

As mudanças que sofremos nos últimos anos, fez com que a maioria das empresas pensasse vários tipos de comportamento. Inclusive a contabilidade em 2023.

O modo de trabalhar foi um dos mais afetados. A maioria dos setores, inclusive o contábil, em todo o mundo, tiveram que se adaptar a um cenário turbulento e incerto, sendo forçados a transformar processos, reexaminar as estratégias e contribuir para a recuperação econômica dos negócios de seus clientes. 

As novas tendências para a contabilidade em 2023 estão vindo com tudo, com diversas tecnologias para serem implantadas. O sucesso das empresas, portanto dependerá da capacidade de reagir com agilidade a essas projeções e ficar um passo à frente.

Continue lendo este artigo e veja as principais tendências para a contabilidade em 2023.

1 – Investimento em cibersegurança

Esse assunto não é novidade, cerca de 83% das empresas brasileiras devem investir ou garantir o aumento dos investimentos em cibersegurança em 2023. Isso ocorre porque a maioria dessas empresas estão migrando seus dados e sistemas para o armazenamento em nuvem.

No ano de 2021, o Brasil sofreu mais de 430 mil ciberataques, e se isso for levado para o contexto contábil, essa abertura se torna muito mais preocupante. Afinal, as contabilidades lidam com informações sigilosas que, ao vazarem, podem gerar um prejuízo astronômico.

Por isso, é muito importante que as empresas no geral e em especial as contabilidades, invistam em cibersegurança, pois dado aos números apresentados, se tornou uma obrigação para os negócios seguirem em paz. 

Confira nosso artigo: Como funciona a LGPD na contabilidade

2 – Inteligência Artificial

Essa é uma realidade muito próxima para a contabilidade em 2023, se trata da adesão de sistemas com base em inteligência artificial.

Muito ao contrário do que todos acreditam, essa tecnologia não veio para realizar ou tomar o trabalho humano, mas oferecer uma liberdade maior para que ele possa lidar com questões estratégicas e menos com processos. 

As principais ferramentas que utilizam essa tecnologia e que valem o seu investimento, são softwares de gestão, ferramentas de automação de tarefas manuais, vários canais de atendimento, entre outros.

3 – Gestão de dados

É de extrema importância manter os dados do seu escritório e utilizá-los para a tomada de decisões, uma vez que isso torna todo o processo mais assertivo. Essa é uma tendência muito forte para a contabilidade em 2023. Essa automação te ajuda a coletar, mensurar, armazenar, catalogar, interpretar informações e gerar indicadores. Isso te dará insights valiosos sobre o seu negócio. E, a partir deles, tomar ações muito mais estratégicas e inteligentes. 

Além disso, a gestão de dados também colabora com uma outra tendência de mercado para contabilidades em 2023, que é a centralização de informações. Essa tecnologia permite que todos os dados pertencentes ao seu escritório permaneçam em um só local, facilitando o seu acesso e tornando tudo muito mais ágil.

4 – Tecnologia Blockchain 

Trata-se de uma tecnologia que agrupa um conjunto de informações que se conectam por meio de criptografia. Assim, realizando transações outras operações seguras. 

A blockchain é importante pois garante que ninguém consiga efetuar fraudes, tornando cada moeda rastreável desde o momento de sua criação. Ela se torna uma tecnologia para a contabilidade em sua essência, estando relacionada à transferência de ativos e a manutenção de um registro de informações precisas.

5 – Uso de novas ferramentas digitais

Os últimos anos exigiram que consumidores e empresas adotassem soluções digitais para mais transações, incluindo serviços de contabilidade. Programas de contabilidade baseados em nuvem e assinaturas eletrônicas, como no caso do certificado digital

Os clientes esperam que sua empresa de contabilidade forneça tecnologias fáceis de usar e que gerem economia de tempo. 

Como a Cards Inova pode te ajudar a estar inteirado as novas tendências? 

Como mencionado em um dos tópicos deste artigo, a implementação de assinaturas digitais, vem se tornando obrigatória para os escritórios de contabilidade. Elas garantem a segurança para os usuários e fornecem para ambos os lados, muito mais praticidade e economia de tempo.

Seu escritório já oferece esse serviço para os seus clientes? Lembre-se que  clientes tendem a procurar lugares que possuem um pacote de opções que vão além do gerenciamento de contas e finanças, até a praticidades do dia a dia.

Entre em contato com a nossa equipe e descubra como as nossas ferramentas podem auxiliar o seu escritório de contabilidade em 2023.

Entenda de acordo com a visão de especialistas, quais os principais pontos a observar no momento de aplicar a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) nos escritórios contábeis.

A Lei Geral de Proteção de Dados está em vigor e impacta o tratamento de dados contábeis, as empresas e os clientes.

 

Escritórios de contabilidade que trabalham com muitas informações de inúmeros empregados de empresas, folhas de pagamentos, informações bancárias. Precisam estar inteirados em como implementar ou melhorar o processo de LGP dentro da sua empresa.

 

Como o próprio nome já diz, a LGP é uma Lei de proteção de dados, mas quais dados? Pessoas e dados pessoais sensíveis.

 

Na contabilidade, existe um cuidado especial com proteção específicados dados sensíveis conceituados na LGPD, que são os que podem causar discriminação a uma pessoa. 

Entram nesse rol de dados, de acordo com a lei:

  • de origem racial ou étnica;

  • os que dizem respeito a convicção religiosa e opinião política;

  • informações sobre filiação a sindicato ou organização de caráter religioso;

  • dados de caráter filosófico ou político;

  • referentes à saúde ou à vida sexual;

  • dados genéticos ou biométricos vinculados a uma pessoa natural.

Mais um ponto importante quando se trata de LGPD na contabilidade são os documentos fiscais eletrônicos, por exemplo quem tem acesso, como ter acesso e quais os cuidados no manuseio.

Segundo especialistas, a LGPD bem aplicada na contabilidade ajuda também na organização do negócio, pois é uma oportunidade para aprimorar a gestão contábil através de dados e traz uma segurança para o cliente. 

Dessa forma, escritórios que se adequam às regras da LGPD, além de cumprir a legislação, também se protege contra possíveis incidentes de segurança podendo oferecer um serviço estratégico, seguro e diferenciado. Pois, demonstram familiaridade com a nova era digital.

Podemos destacar três pontos que são indispensáveis para a implementação da LGPD:

  • treinamento e conscientização dos colaboradores;

  • tratamento de dados de acordo com as 10 hipóteses legais previstas na LGPD;

  • criação de políticas internas para a gestão de dados dentro do seu escritório de contabilidade.

Independente se a contabilidade é terceirizada ou interna, o setor possui uma responsabilidade fundamental para a aplicabilidade da LGPD nas empresas.

COMO IMPLANTAR A LGPD no escritório de contabilidade?

1. O primeiro passo é entender que a lei é responsabilidade de todos os contadores, portanto a compreensão do que é permitido e o que não é, de ser compreendido e praticado por todos.

 

A LGPD possui regras e condições bem complexas. Caso procure ajuda de profissionais para adequar-se a LGPD, fique atento à lei na íntegra e dê os primeiros passos para caminhar para se adequar à legislação.

2. Antes de implementar qualquer metodologia, formatos, softwares e uma nova lei, é necessário entendê-lo em todos os seus campos, ou seja, saber das regras, nomenclaturas, fundamentos e conceitos, penalidades e exceções – caso tenha.

3. O papel da contabilidade percorre entre atuar como controlador (quem dará origem a base de dados) ou operador – quem apenas trata os dados já existentes.

É necessário definir quem atuará como controlador, seja a empresa ou a própria contabilidade. Lembrando que esse poder de escolha está muito ligado ao modelo de contratação (CLT ou PJ).

4. A LGPD impõe que tanto a contabilidade quanto a empresa, devem ter um profissional responsável pela lei, com a finalidade de cuidar da dados e garantir que as cláusulas da LGPD sejam cumpridas.

5. É importante criar uma política de privacidade de dados para assegurar que as medidas de proteção e dados próprios e dos clientes estejam adequadas à lei.

 

Entendendo melhor o seu conceito e quais os principais detalhes a observar para implementar a LGPD no seu escritório de contabilidade, torna o processo muito mais rápido e eficiente.

Acesse os nossos outros artigos e encontre dicas valiosas para o seu negócio.

Você já ouviu falar em terceirização do setor financeiro ou BPO financeiro e sabe quais são os seus principais benefícios?

 

Uma das principais novidades no mercado é o que conhecemos como terceirização do setor financeiro. Essa nova função apresenta diversas vantagens para escritórios contábeis e também para os seus clientes. Por ser uma prática ainda em evolução, parte dos empreendedores contábeis ainda encontram dificuldades para se adaptar ao mercado e captar novos clientes.

 

Vamos conhecer um pouco mais sobre esse assunto? Leia este artigo e descubra os principais benefícios para uma contabilidade.

O que é BPO financeiro?

O termo vem de Business Process Outsourcing que, na tradução livre diz respeito à terceirização dos processos de um negócio. Quando falamos em BPO financeiro, estamos nos referindo a terceirização do setor financeiro de uma empresa. Desta forma, a empresa que optar pelo BPO Financeiro, passa a responsabilidade das suas finanças a um serviço especializado. São vários os processos realizados pelos profissionais especializados no assunto, como:

• Gestão de contas a pagar e a receber;

• Emissão tanto de relatórios como de notas fiscais;

• Processos como conciliação bancária;

• Gestão de documentos de uma empresa;

• Dentre outros.

 

Portanto, todo o setor financeiro de uma empresa acaba ficando nas mãos de um serviço especializado, como uma contabilidade.

Mas afinal, como e por que terceirizar o setor financeiro da minha empresa?

Como implementar o serviço BPO financeiro?

Toda empresa, independente do seu setor e tamanho, precisa lidar constantemente com diversos setores.

Com a grande demanda de tarefas, os empreendedores acabam não dando conta de administrar toda a sua empresa com excelência. Os dados apontam que é cada vez maior o número de empresas que se encontram com dificuldades financeiras. Assim, escritórios contábeis encontram uma excelente oportunidade por meio do BPO financeiro, pois, podem encontrar uma grande demanda de clientes no mercado. No entanto, você sabe como sua contabilidade pode começar a investir nesse serviço?

Analise as suas finanças 

O primeiro passo é analisar como estão as finanças do seu escritório, fazendo um teste para identificar como ele pode com seus clientes. Sendo assim, é de extrema importância entender como funciona um sistema financeiro de sucesso. Vale concordar que torna-se inviável oferecer um serviço de BPO Financeiro, sendo que as finanças da sua contabilidade estão uma bagunça.

Moedas

Comece por clientes menores

Agora que o seu escritório já se encontra apto para investir no BPO Financeiro, como começar a oferecer seus serviços? A nossa sugestão é que o seu escritório comece com clientes que exigem uma baixa complexidade, como também clientes que se encontram com um setor financeiro desorganizado. À medida que o seu escritório for se estabilizando no mercado de terceirização do setor financeiro, será possível investir em clientes maiores e processos mais complexos.

Avalie os seus serviços

É fundamental fazer constantes avaliações do BPO Financeiro oferecido por uma contabilidade. O intuito é analisar a qualidade e a eficácia dos seus serviços.

O ideal é, à medida que sua contabilidade for captando novos clientes o serviço de terceirização financeira se torne cada vez melhor.

Vantagens da terceirização financeira para as empresas

É possível encontrar uma grande demanda de clientes no mercado à procura da terceirização do seu setor financeiro. Conheça melhor algumas das principais vantagens encontradas na contratação deste serviço nas empresas

• Economia de gastos;

• Otimização dos processos;

• Aumento na produtividade em outros setores;

• Segurança e confiança financeira;

• Tomada de decisão mais assertiva.

 

Se o seu escritório contábil ainda não pensou na possibilidade de investir neste serviço, o que você está esperando?

 

Escritório inteligente usa ferramentas como o BPO Financeiro.

 

Siga as nossas redes sociais e compartilhe tudo o que você vê por lá com seus amigos!

Qual é a formula do LTV? Qual a relação com ticket médio e o CAC? Leia Mais para entender.

RESUMO: Para entender melhor sobre os resultados de um negócio, os empreendedores não podem se basear apenas em ideias.  É necessário análises de métricas mais exatas para determinar a saúde de uma empresa. O LTV é essencial para compreender o quanto os clientes gastam.

Continue a leitura para entender melhor o que é LTV e como fazer o cálculo!

O que é LTV?

O LTV é uma representação, de um determinado período, da lucratividade que um cliente pode dar a um estabelecimento por meio de compras que ele faz. Em resumo, se trata de uma métrica utilizada para calcular o lucro que cada consumidor gera para o negócio.

Acompanhar de perto esse indicador é importante para entender o perfil do negócio e para identificar possíveis oportunidades de aumentar o lucro que cada consumidor pode gerar.

O LTV garante uma percepção precisa de como é a experiência do cliente com a empresa. Ele é utilizável em diferentes períodos (como meses ou anos), mostrando uma evolução precisa  das vendas.

Como calcular o LTV?

Para determinar o LTV, você precisa de algumas informações, como: ticket médio, a média de compras por cliente ao ano e a média de tempo de retenção dos consumidores.

Exemplo: um estabelecimento que atenda exclusivamente via delivery. Como o LTV é a estimativa de lucro líquido que um cliente gerou para a empresa, será preciso encontrar primeiro o ticket médio, que é representado pela seguinte fórmula:

 

Ticket médio: faturamento / número de vendas

Esse estabelecimento atendeu a 400 pedidos em um mês e faturou R$ 30 mil nesse período.

 

Assim, tem-se:

Ticket médio: R$30.000 / 400 = R$ 75

Nesse cálculo, cada consumidor gastou, em média, R$ 75. Isso significa que o ticket médio mensal é de R$ 75.

 

Para calcular o LTV:

LTV: R$ 75 (ticket médio) x 12 (número de compras ao ano, reunindo os gastos de cada mês) x 1 ano (tempo do relacionamento) = R$ 900

Assim, o LTV desse cliente foi de R$ 900 — ou seja, o indicador mostra a soma total dos valores pagos por esse consumidor durante um ano.

Nota-se que o valor do LTV e do Ticket médio foram iguais, mas não significa que eles sejam sinônimos nessa fórmula. Se o tempo de análise fossem de 2 anos, por exemplo, o valor final seria outro.

Como interpretar o resultado?

A métrica deve ser analisada de forma geral: quanto maior a distância entre o LTV e o CAC (Custo de Aquisição de Clientes), maiores são as chances de que os clientes fidelizados se mantenham presentes e de que novos consumidores apareçam.

Qual deve ser a prorrogação ideal entre LTV e CAC?

O CAC é uma métrica muito importante. Por ela, o estabelecimento entende quanto precisa investir para converter clientes potenciais em consumidores efetivos.

O LTV e o CAC devem estar relacionados. O esperando é que LTV seja superior, já que esse indicador mensura o lucro que está sendo gerado pelos clientes. O CAC mostra o quanto precisa ser gasto para conquistar esse consumidor.

relógio

Cálculo do CAC

O CAC envolve todo capital disponibilizado para captar clientes. Anúncios, manutenção do site, outdoors, todos esses meios de captação de clientes são mensurados pelo CAC.

Suponha que o estabelecimento do exemplo do LTV também investiu R$ 24 mil em divulgação anual do empreendimento. Durante esses 12 meses, o estabelecimento fidelizou 40 clientes, que se tornaram consumidores regulares dos seus pratos. A fórmula do CAC é:

CAC = soma dos investimentos / número de clientes adquiridos

Neste exemplo, a conta seria:

CAC = R$ 24 mil/40 = R$ 600

O estabelecimento conseguiu alcançar aquele feito mencionado anteriormente: um gasto para a aquisição do cliente inferior ao LTV, que mensura o lucro gerado por ele.

Nesse sentido, o empreendimento tem bons números para manter o negócio vivo e até mesmo pensar em uma expansão das atividades em um futuro próximo.

Dicas para melhorar o LTV do seu estabelecimento

Aprimorar o valor vitalício do negócio está diretamente ligado à retenção de clientes e também ao aumento de novas vendas. Veja algumas ações práticas:

·         Melhore a qualidade do atendimento e dos produtos oferecidos, para aumentar a retenção;

·         Invista em programas de finalidade para cliente;

·         Analise os produtos mais vendidos e se certifique de que a receita continua fiel à original;

·         Valorize os profissionais que desenvolvem os trabalhos ofertados pela sua empresa.